Pesquisa no Blog

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Sobre as Gordinhas - Versão: Fernandinha Matadora de Feras

Para começar de pinto duro!

O que acha das gordinhas?
Clica ae e vê a opinião de uma.



Buenas, povo...
Bem, vamos lá...
Primeiro vou explicar como surgiu a idéia do post "Gordinhos Nerds???? Sim, por que não???":
Eu, nas minhas vagabundeagens pelo facebook vi uma campanha super mega fofinha a favor das gordas.
Tinha uma foto super bonita, em preto e branco, de uma moça de cintura avantajada somente de calcinha e atrás dela , um homem, que aparentava ser seu namorado, segurando seus seios.
Foto fofa e ponto.
Ae, ao lado da foto uma descrição que dizia basicamente que gordo é vida, que gordinhas deviam ser respeitadas, e blábláblá. E comentei sobre isso com o Mestre Morfeu, que decidiu falar disso.
*Momento pessoal mode: on – som de violino ao fundo*
Bom, eu sou gorda desde que me entendo por gente...
Os caras bonitões e legais da sala sentavam do meu lado por conta do meu desempenho acadêmico, e não porque eu citava desejos sexuais neles.
Eu sofria bullying – esse negócio que tá moda de zoar o colega da sala por algum motivo idiota.
Uma amiga caipira me disse uma vez que se não fossem os bullyings eu não teria formado a minha personalidade. Concordo.
*Momento pessoal mode: off – desliga o violino*
Sempre houve e sempre haverá discriminação da sociedade com os gordos, simplesmente porque estamos fora dos padrões estéticos, e não vão ser campanhas no facebook que vão mudar o pensamento de uma sociedade machista e americanizada.
As diferenças vão existir SEMPRE entre gordos, magros, altos, baixos, negros, brancos, gays e heteros. A questão é que ressaltar essas diferenças tanto positivamente quanto negativamente é sim uma forma de preconceito. As pessoas são iguais e diferentes. Iguais por serem feitas da mesma matéria orgânica, diferentes porque pensam diferente, tem uma bagagem cultural diferente e não porque são gordos ou negros.
Ser gorda, não prova que sou melhor quee uma pessoa magra. Ser branca, não prova que sou melhor que uma pessoa negra.
É divertido zoar e falar dos outros, porque “pimenta no c* dos outros é refresco”. E se fosse com você?
Não tenho problemas em ser gorda – exceto quando vou comprar roupa, que é sempre um caral**. Calça Jeans, por exemplo, é um bagulho abolido do meu guarda roupa. E sutiã? Tamanho 52 só se encontra na cor bege e sem meia taça. Calcinhas são uma tristeza que prefiro nem falar sobre. ¬¬’

Gordinhas que tiveram mais sorte como Jeans do que eu... T_T'

Eu tenho todas as provas e muita pica pra falar que SEU ESTEREÓTIPO NÃO VALE NADA!

Você vai ficar velho, seu pinto vai murchar, seu cabelo vai cair, mas a sua moral e a sua inteligência vão estar com você pra sempre – a não ser que você tenha alzeimer, ou alguma doença degenerativa do cérebro que te faça perder a memória e/ou sua sanidade, mas fora isso, esses dois quesitos te acompanharam até você morrer.
Não importa o que as pessoas digam ou pensam de você. Seja você (viu, Eduardo, você me deve um chocolate! Presente de gordo pra gordo! S2).
E bom, o Mestre Morfeu tem vários motivos pra falar bem de gordinhas porque ele transa com uma, então, é meio marmelada ele dizer que prefere as rechonchudas. E se ele dizer que a Bünchen é mais gostosa, o coro come lá em casa! U.u’

Foto bonita, modelo gostosa!


Ainda tem alguma coisa contra as gordas?



É isso...
Mestre Morfeu se empolgou no post passado, então, tenham a visão sobre os com excesso de gostosura pelo olhar da Matadora de Feras.

Vida Longa e Próspera! J \/

9 comentários:

  1. Porra fernandinha, ficou foda pra caralho a postagem (caramba, quando palavrão eu falei!!!)

    Me suspreendeu, parabens!!!!

    ResponderExcluir
  2. Fernanda é uma garota que sabe das coisas, e sabe como falar elas... gostei bastante de tudo que disse, e apesar de falar que concordo com cada vírgula, não vou dizer que nunca me incomodo por estar um pouco acima do peso.

    As vezes os estereótipos tentam passar uma rasteira na gente, mas importante é chutar toda essa merda pra trás porquê somos importantes como somos. E como você disse, o que a gente carrega está em personalidade, caráter e inteligência, não no nosso físico.

    =D

    ResponderExcluir
  3. Argumentou muito bem.

    Vou encher linguiça aqui um pouco também:
    Como comentei na postagem do Morfeu, gordos são pessoas como todos nós e também tem coisas a acrescentar em nossas vidas, as vezes até mais do que as pessoas magras, que por estarem dentro dos padrões estéticos DA NOSSA sociedade, se privam da capacidade de pensar/raciocinar porque conseguem as coisas com o "corpo bonitinho".

    Um pouco de cultura:
    No oriente médio (Países mulçumanos principalmente), uma pessoa gorda é sinal de uma pessoa rica, saudavel, bem estruturada e bonita.
    Inclusive, lá mulheres gordas são muito bem vistas e desejadas pelos homens, alem de ter uma boa vida social.

    Experiência própria:
    Acreditem se quiser, mas eu fui uma criança gorda. Sofria com o que hoje chamam de bulling (Na minha época era coisa de criança. Como eu nunca esfaqueei ninguém, as pessoas viam como "brincadeirinhas") e me frustrava em sempre ficar de fora de tudo devido a minha condição física avantajada, mas isso é assunto pra outra hora. já está fugindo do foco.

    Já namorei uma guria "cheinha". Pensem o que quiserem, mas ela era linda, inteligente, compreensiva... Enfim... Foi uma época muito boa e me senti muito bem enquanto estivemos juntos (Acabou porque agora ela está a 1000Km daqui, se não estariamos juntos ainda).
    Foi muito melhor que casos que tive com outras de bonitinhas sem problemas com a balança.

    Conclusão meio sem relação com o que escrevi:
    "Os melhores perfumes não vem só nos menores frascos, eles estão também nas embalagens que fogem do comum. Mas de qualquer jeito, o que importa não são os frascos e sim a essência que eles carregam.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Discordo sobre a parada de sociedade machista e americanizada.

    A maioria das mulheres se vestem e vivem esteticamente em função de outras mulheres, e não para os homens.
    Aposto que pra ter ao lado, homem preferem mulheres compatíveis com eles, divertidas, inteligentes, espontaneas e verdadeiras.

    E estados unidos da america é o país mais gordo que tem, então...tem nada a ver com esteriotipo de "dançarina de buatchi".

    Não cita gorda ou magra, baixa ou alta, ruiva ou loira...

    E a mulher mais gostosa do mundo é aquela que se sente a vontade com o próprio corpo.

    Eu não me sinto a vontade com o meu :D não por querer fazer parte desse esteriótipo "machista e americanizado", mas por simplismente olhar no espelho e não gostar do que vejo. Por colocar uma certa roupa e não me sentir bonitona.

    Então eu acredito que agora os valores estão invertendo, as pessoas gordinhas estão se mostrando de um jeito mais legal só que tbm tá rolando um preconceito com a galere com um corpo mais "esteriotipado".


    Tem gordo burro, maldito, filho da puta, folgado, maldito denovo e tudo de ruim. Assim como tem gente gorda que é linda, inteligente, educada, culta e gente boa pra caralho. Tambem tem gente com corpo de modelo e é um PORRE, assim como tem gente com corpo digno de posar na playboy e ser super gente boa, inteligente, educada, legal e tudo mais.

    Ou seja, foda-se.

    ResponderExcluir
  6. nota:
    Onde encontrou essa gente digna de posar pra playboy que é "super gente boa"?

    Pelo menos comigo, sempre que encontro alguem com um rosto bonito e um corpo perfeitinho é sinal de uma pessoa chata, massante, cansativa, enjoada, esnobe, estupida, etc, etc...

    Acho os "imperfeitos" bem mais perfeitos por serem mais gente que as pessoas essas pessoas fabricadas.

    ResponderExcluir
  7. André, não generalize o universo pelas pessoas que você conheceu. :)

    Na academia que frequento tem mulheres e homens extremamente gente boníssimas com um corpo lindo ;)

    ResponderExcluir
  8. Uia !!! Tenso, pelo que estou vendo o assunto dá mais pano pra manga do que eu imaginava, pelo que eu entendi até agora, tem pessoas que gostam de ser ou preferem não ser, enquanto outros gostam de comer outros preferem não comer (hahaha machista filho da puta!!!!)

    ResponderExcluir