Pesquisa no Blog

domingo, 30 de setembro de 2012

Criação de Cenários


Longos dias e belas noites, senhoras e senhores, sim, ainda estou vivo, sim, ainda posto coisas aqui no RPG MASSACRE e não, infelizmente (para alguns é claro) não sou gay, mas vamos ao que interessa, hoje eu venho falar sobre um assunto muito interessante para os jogadores de RPG, mas principalmente para os Narradores, um problema para alguns e até um campo desconhecido para outros: A criação de cenários.





Bom, não sou um narrador experiente, mas fiz algumas incurssões na área da narrativa desde cedo e uma das coisas que sempre me fascinaram no papel de narrador foi a criação de cenários. Um cenário no RPG nada mais é do que o ambiente em que os personagens da história vivem, ou seja, ele é o lugar onde o jogo se desenvolve, consistindo no ambiente físico, na época, costumes, seres existentes, história, etc. Um cenário pode ser o tão amplo quanto o mestre queira, partindo desde o bairro onde o mestre e jogadores moram, sendo os costumes e seres viventes os que eles mesmo conhecem e convivem, como algo fantasioso, um outro planeta, com outros seres, leis, costumes, religião, etc. Entretanto, devido a esse grande leque de opções para a criação de cenário, alguns narradores acabam se atrapalhando, algumas vezes querendo criar um cenário sem pé nem cabeça, deixando jogadores confusos e, o que é pior, o jogo em si confuso. Para evitar isso, vamos tentar entender como funciona um cenário e como criar as bases para um cenário sólido e coerente.

Para facilitar, vamos dividir os cenários no quesito temática: amplo ou restrito

Cenário Amplo


Um cenário amplo é aquele que dá mais liberdade ao narrador sobre os temas de aventuras de narrativa, basicamente ele permite que o narrador utilize uma vasta liberdade de assuntos, personagens e temas nas suas aventuras, podendo literalmente deixar a criatividade fluir e fazer associações e histórias com personagens de temáticas bem diferentes, o melhor exemplo de um cenário amplo é o jogo SUPERS, onde você pode colocar em uma mesma aventura um cientista de um planeta alienígena do futuro, juntamente com um bárbaro caçador de dragões, bastando para isso apenas utilizar algum argumento como uma viagem no tempo/espaço ou algo do tipo, pois o cenário lhe permite isso.





Cenário Restrito


É exatamente o oposto do amplo. Neste tipo de cenário o narrador fica restrito ao tema do cenário apenas. Isso ocorre principalmente em adaptações de animes, filmes, etc para o rpg, por exemplo se utilizarmos um cenário cavaleiros do zodíaco nós apenas iremos trabalhar sobre a temática dos deuses, guerreiros com armaduras místicas e etc, tomando o cuidado de não querer inserir na aventura assuntos ou personagens que não condizem com a temática cavaleiros do zodíaco.






No quesito detalhamento: simples ou detalhado

Cenário Simples


Um cenário simples é aquele que possui poucos elementos já estabelecidos ou criados pelo narrador, é um cenário mais aberto, deixando a que o mestre improvise certos detalhes do mesmo, como por exemplo economia de uma cidade, religião dos moradores de uma vila, etc. O mestre, só cogita tais características no momento que ele irá fazer uso delas. Esse tipo de cenário é bom para jogadores que gostam de criar histórias mais detalhadas, fazendo com que os mesmos insiram detalhes no cenário baseados em sua história, por exemplo, um jogador cria um personagem que nasceu em uma cidade mística, com características criadas pelo jogador, logo, o mestre terá a disposição uma cidade já criada pelo jogador e com uma relação ao personagem do mesmo, facilitando a narrativa e deixando-a mais atraente.



Cenário Detalhado


Diferente do simples, o cenário detalhado é aquele que o mestre já estabelece boa parte das características do mesmo, permitindo inclusive que o jogador use dessas características para criarem as histórias ou refêrencias para seus personagens. Criar um cenário detalhado dispende bastante tempo, porém, as coisas podem ficar mais divertidas em um cenário com muitos personagens históricos, refêrencias sobre certos detalhes do cenário, deixando a narrativa mais coerente e rica em detalhes.

No quesito veracidade: real ou fantasioso

Cenário Real

 

No cenário real criamos um cenário com base no nosso mundo, na nossa história, ou seja, o planeta terra e a história dos seres humanos. É um cenário muito interessante pois facilita no detalhamento e na imaginação das histórias, tanto por parte do narrador como por parte dos jogadores. Outro fator muito interessante é que o cenário já está criado, ou seja, basta o narrador e jogadores pesquisarem sobre aquilo que querem utilizar e pronto. Logicamente, nada impede de modificações serem realizadas, por exemplo: o atual presidente do Brasil poderia ser um personagem da mesa se assim a história pedisse. Importante ressaltar dentro da divisão de cenário Real a característica época.


Cenários de tempos antigos podem ser um pouco complicados de se narrar, pois apesar de existirem livros de história, registros sobre tempos antigos e etc, nenhum de nós viveu por exemplo na era medieval, portanto tudo o que sabemos sobre o modo de vida daquela época se restringe as nossas pesquisas, por isso, narrar em tais cenários com coêrencia exige um certo conhecimento da história do local e etc, por isso pesquisas podem se tornar necessárias para que o cenário fique coerente.


Cenários futuristas também podem ser um grande desafio, realizar projeções coerentes sobre como será o nosso futuro é algo que nem mesmo especialistas conseguem realizar corretamente e quanto mais futurista o cenário for, pior se torna a tarefa. Entretanto, é possível com algumas bases de pesquisas sobre inocações tecnológicas, caminhos políticos do nosso planeta, dentre outras coisas, realizar previsões razoavelmente coerentes e criar um cenário futurista minimamente plausível para a narrativa.


Cenário Fantasioso


Este tipo de cenário permite ao narrador criar o que ele quiser, literalmente, não importa se ele quer que o planeta dele seja um quadrado, ou que os seres daquele lugar sejam esferas cinzas com lasers girantes dentro de si, não importa, nesse tipo de cenário a imaginação é o limite, literalmente. Porém vale ressaltar, que criar um cenário fantasioso pode ser um pouco mais complicado, principalmente se queremos criar um cenário detalhado, pois, como ele não existe, todas as características dele devem ser criadas e, mesmo que elas possam ser as mais diversas e variadas possíveis, elas devem seguir uma linha de raciocínio, caso contrário seu cenário não será lógico (a não ser que você realmente queira que ele não seja lógico, caso esse seja o caso, fique a vontade para usar o que quiser ou que sua mente permita)

Criando um cenário:


Bom, você selecionou o tipo de cenário, o quão detalhado será e se ele vai ser algo fantasioso ou se passará em nossa realidade, mas, e agora o que fazer. Deixe a imaginação fluir, essa é a melhor dica que posso lhe dar. Se você respeitar a lineriadade e coerência daquilo que você deseja inserir no seu cenário, com certeza ele irá funcionar, claro que tudo tem um limite, por exemplo, não adianta você detalhar ao extemo um cenário que você vai utilizar para um jogo ou, deixar que os jogadores criem o cenário todo pra você, você, como narrador deve balancear essa medida e, o mais importante, você deve gostar do cenário que você criou e está narrando, deve se sentir a vontade nele e conhece-lo, por isso, leia bastante caso seu cenário seja baseado em algo existente ou anote detalhes importantes, caso seu cenário seja completamente criado por você, isso te ajudará a não cometer gafes em suas narrativas e com certeza, deixará o jogo mais divertido e conciso.

Bom meus caros, é isso, espero poder ter agregado algum conhecimento para vocês. Aliás estou criando um cenário de D&D baseado em um cenário do Mestre Morfeu e no futuro eu colocarei algumas coisas dele aqui no blog. Sem mais delongas (ui, que longa) até mais senhores e senhoras.


2 comentários:

  1. Eita minino porreta esse tal de Massacote, muito boa a postagem.

    ResponderExcluir
  2. Boa Massacote, fantastico essa postagem, não teria feito melhor!!!!

    Eu diria que meu cenário favorito para narrar é: Amplo/Simples/Presente/fantasioso

    Parabens Massa.

    ResponderExcluir